Gamificação no RH: Como Utilizar no Processo Seletivo

Contratar pessoas é mais do que uma fórmula. Se fosse, os recrutadores de inteligência artificial seriam muito mais eficazes em prever os funcionários certos para uma posição do que os humanos.

O trabalho de um recrutador é entender melhor as experiências anteriores de um candidato, funções anteriores, comportamento e sentimento, confiança e ambições e, finalmente, avaliar a melhor escolha para a cultura organizacional.

Quando a gamificação é aplicada a esse processo, ela pode gerar vários benefícios importantes.

O processo de eliminação é muito mais rápido, pois as empresas podem testar conjuntos de habilidades específicas, como pensamento inovador, criatividade e gerenciamento de tempo.

O candidato pode reunir facilmente ideias sobre a função e a organização, ao mesmo tempo que as torna divertidas.

O desempenho no trabalho de um candidato pode ser avaliado por meio de cenários simulados, revelando características e capacidades comportamentais.

A gamificação é uma forma inteligente e atraente de entrevistar e selecionar possíveis candidatos. Torna o recrutamento mais interativo e agrega valor à marca de uma empresa

O que é gamificação no RH?

Em definição, gamificação é essencialmente a aplicação da tecnologia de jogos – teoria dos jogos, mecânica e design de jogos – em contextos não relacionados a jogos.

Embora as empresas inicialmente usassem a gamificação apenas como uma tática de marketing para envolver seus consumidores, elas incorporaram essa estratégia no processo seletivo, agora servindo como uma alternativa viável às avaliações tradicionais e sendo usada para atrair, selecionar, incorporar e desenvolver funcionários.

» Sistema Online de Recrutamento e Seleção
Recrute de forma Assertiva com Análises Comportamentais e Diminua o Turnover com a Gestão de Talentos!

Com o RHbot você encontra o talento ideal para cada vaga, criando um processo seletivo mais ágil e assertivo. Automatizando processos você elimina erros e economiza dinheiro!

Cadastre-se no link abaixo, experimente nosso sistema online de forma gratuita e transforme os resultados do seu RH.

Por que gamificação no RH?

Os melhores talentos de hoje não se interessam por os anúncios antiquados que não os inspiram a enfrentar desafios ou aprimorar conjuntos de habilidades já valiosos.

Para prosperar nesta era digital em constante evolução, as organizações precisam adotar uma estratégia eficaz de aquisição de talentos que atraia os melhores e os convença a trazer suas habilidades extraordinárias para a sua empresa. Mas como você faz isso?

Gamificação no processo seletivo pode ser a resposta certa. Especialistas em recrutamento acreditam que a gamificação em RH pode projetar uma imagem inovadora de um empregador, despertar o interesse das pessoas nas vagas de emprego e prever com precisão o desempenho futuro dos candidatos.

Além disso, de acordo com pesquisas, 81% dos funcionários que vivenciaram a gamificação no ambiente de trabalho afirmaram que a tecnologia lhes deu um sentimento de pertencimento e os fez sentir-se mais conectados socialmente.

Benefícios da gamificação no processo seletivo

Aqui estão alguns dos benefícios que as organizações obtêm ao usar a gamificação no RH em sua estratégia de recrutamento:

Apelo à geração experiente em tecnologia

Como o grupo de indivíduos que mais cresce nas empresas, a geração do milênio representará 75% da força de trabalho até 2025 .

Portanto, para atrair, reter e motivar esse grupo de colaboradores, as empresas precisam estar atentas ao seu comportamento e entender o que os cativa.

De acordo com estudos, a geração do milênio vê a internet tão importante quanto o ar, a água, a comida e o abrigo.

Suas proezas em tecnologia estão conduzindo o local de trabalho a um futuro sem precedentes e, portanto, investir na tecnologia mais recente tornou-se essencial para atrair e reter os melhores talentos.

Desenvolver o conhecimento da marca

A gamificação na aquisição de talentos, com seu amplo escopo e personalização, tem ajudado as empresas a melhorar o engajamento, fortalecer sua marca empregadora e personalizar seu processo seletivo para descobrir o talento principal, ao mesmo tempo tornando o processo de contratação divertido.

Usando a gamificação nos processos de RH, as organizações podem atrair os melhores candidatos e exibir sua marca de empregador para centenas de candidatos.

Obter percepções mais reais sobre os candidatos

Às vezes, os candidatos deixam de ter o melhor desempenho nos testes e entrevistas devido à ansiedade ou intimidação.

Outras vezes, os líderes de RH perdem candidatos competentes simplesmente porque não apresentaram seu currículo em um layout atraente.

Com a aplicação da gamificação no recrutamento, você oferece aos candidatos um ambiente familiar e divertido, permitindo que eles demonstrem seu verdadeiro potencial em um ambiente descontraído.

Isso também permite que você avalie as verdadeiras habilidades de cada candidato.

Alcançar um pool de talentos mais amplo

Quando se trata de currículos, separar os melhores pode ser uma tarefa realmente complicada. E se torna quase impossível quando você tem mais de cem currículos em um único cargo.

Por outro lado, muitas vezes as empresas têm dificuldades em atrair candidatos suficientes para selecionar devido à sua incapacidade de atingir o público de massa.

Com a gamificação, os empregadores podem atingir uma ampla gama de candidatos que, de outra forma, não teriam encontrado uma oportunidade de trabalho específica por conta própria.

A gamificação no RH serve como um mecanismo de busca de talentos, encontrando os melhores em lugares diversos, ajudando empregadores e candidatos a se encontrarem de uma maneira divertida.

Fornece um campo de jogo nivelado

Um candidato forte pode vir em muitas formas diferentes, como jovem, velho ou um profissional experiente.

O funcionário estrela em potencial pode pertencer a qualquer uma dessas origens. Mas os currículos nem sempre representam as habilidades e capacidades que um candidato tem a oferecer, especialmente para aqueles que são novos na força de trabalho e no setor.

A pesquisa mostra que o processo de contratação tradicional pode ser tendencioso e injusto. Sexismo inconsciente, racismo e podem interferir no processo.

Na verdade, 81% dos empregadores admitem que o preconceito inconsciente afeta suas decisões, o que os leva a perder os principais candidatos.

Como usar a gamificação no RH

Quando se trata de incorporar a gamificação no recrutamento e desenvolver uma estratégia de aquisição de talentos de última geração, aqui estão alguns pontos que os empregadores precisam considerar:

Defina o seu objetivo

Não é possível formular uma estratégia de gamificação bem-sucedida sem saber seu objetivo. Você precisa saber quais objetivos deseja alcançar ao gamificar seu processo de recrutamento.

Se deseja usar o jogo apenas como uma ferramenta para promover sua marca empregadora ou se seu objetivo é testar os candidatos em suas aptidões, habilidades cognitivas e traços de personalidade.

Personalize a avaliação

Personalizar suas avaliações de gamificação de acordo com suas necessidades é fundamental para construir uma estratégia eficaz.

Considerando que vários empregadores pesquisam no mesmo banco de talentos, uma ferramenta genérica não serviria ao propósito.

Além disso, se você fizer testes comuns, não será capaz de avaliar as verdadeiras habilidades de um candidato. Por outro lado, um jogo genérico também prejudica a sua marca de empregador.

Com ferramentas de gamificação de recrutamento personalizadas, você pode avaliar os candidatos com precisão e fazer com que seu processo de seleção pareça diferente para eles.

Torne-o envolvente e divertido

O objetivo da última década tem sido “aumentar o engajamento dos funcionários”. Os gerentes de contratação podem contribuir para aumentar o envolvimento dos funcionários, aproveitando as avaliações gamificadas para envolver imediatamente os colaboradores em potencial.

Um processo seletivo gamificado e adequadamente projetado desempenha um papel significativo em inspirar possíveis candidatos a se envolverem com o portal de carreiras e o perfil social de sua empresa.

Os recrutadores podem, por exemplo, desenvolver um jogo que forneça informações sobre sua empresa de forma criativa e, posteriormente, fazer perguntas aos candidatos antes de avançar para a próxima rodada do processo de inscrição.

Comunique-se com seus candidatos

Ao usar a gamificação no RH, a abordagem certa é comunicar aos candidatos como eles serão avaliados e como seus dados de desempenho serão utilizados.

É altamente recomendável fornecer um relatório de feedback a cada candidato após a avaliação gamificada.

Mesmo se você decidir não ir em frente com o candidato, deve declarar os motivos da rejeição.

Certifique-se de que seus testes gamificados sejam relevantes para a função

Embora a gamificação traga o elemento de diversão e facilidade de uso para o processo de recrutamento, sua eficácia não pode ser desconsiderada.

A avaliação gamificada que você pretende usar deve ser desenvolvida após extensa pesquisa, por isso é importante procurar empresas que sejam especialistas em gamificação no recrutamento.

Se sua avaliação gamificada não tiver “validade aparente”, ou seja, os candidatos acharem difícil detectar a relevância do jogo para a função, sua organização não só arriscaria danos à reputação, mas também levaria os candidatos a abandonarem o processo de contratação.

Mitos da gamificação no processo seletivo

Ultimamente, tem havido muito debate sobre a validade da gamificação no RH, ou seja, a integração de elementos de estilo de jogo na vida profissional.

A divisão entre críticos e entusiastas cultivou uma série de mitos e equívocos sobre gamificação.

Vamos esclarecer os maiores mitos de gamificação que você deve ouvir com frequência:

Gamificação é apenas para Millennials

Talvez o maior deles seja que a gamificação só é adequada para a geração do milênio, embora não haja dúvidas sobre o fato de que essa geração foi criada com videogames.

No entanto, os Baby Boomers, a Geração X e a Geração Z também estão familiarizados com os jogos.

Cada geração teve o seu jogo e é motivada por diferentes tipos de emblemas, recompensas e incentivos.

Ao integrar a gamificação no RH, os empregadores podem contratar pessoas pertencentes a várias gerações.

Gamificação envolve apenas jogos

A gamificação não é apenas sobre jogos. No espaço de RH, a gamificação, quando combinada com a avaliação de talentos, torna-se um arsenal para os recrutadores.

Embora os jogos sejam apenas para diversão, a gamificação aproveita alguns aspectos dos jogos e um conjunto mais amplo de ferramentas, como por exemplo, mecânica / dinâmica do jogo, design do jogo, psicologia do jogo etc.

Esses aspectos são utilizados para contratar, integrar, aumentar o envolvimento do funcionário e a produtividade do trabalho.

Eles também podem ser usados em outras áreas do ciclo de vida do funcionário.

» Sistema Online de Recrutamento e Seleção
Recrute de forma Assertiva com Análises Comportamentais e Diminua o Turnover com a Gestão de Talentos!

Com o RHbot você encontra o talento ideal para cada vaga, criando um processo seletivo mais ágil e assertivo. Automatizando processos você elimina erros e economiza dinheiro!

Cadastre-se no link abaixo, experimente nosso sistema online de forma gratuita e transforme os resultados do seu RH.

 

Gamificação custa muito caro

Os recrutadores geralmente resistem em gamificar seu processo de contratação por causa do equívoco comum a respeito de seus custos exorbitantes.

Na verdade, a gamificação no recrutamento economiza tempo e reduz os custos de contratação, permitindo que você alcance um público mais amplo de uma vez e escolha os melhores candidatos sem estresse.

A gamificação em um local de trabalho não envolve apenas jogos e entretenimento. Essa abordagem ajuda o RH a resolver várias tarefas essenciais, como:

  • Promover uma cultura de aprendizagem contínua
  • Aliar iniciativas de aprendizagem e desenvolvimento perfeitamente
  • Socializar novos contratados e integrá-los ao ambiente da empresa
  • Melhorar os processos de recrutamento
  • Obter um buzz positivo em um mercado de talentos

 

As técnicas de gamificação comuns em RH incluem tabelas de classificação, sistemas de recompensa, jogos online, desafios, questionários e hackathons.

Os gestores de RH modificam essas técnicas dependendo do contexto e da finalidade.

A gamificação é uma maneira divertida de envolver candidatos e novos contratados durante o processo de recrutamento.

Mais empresas estão reconhecendo os benefícios dessa estratégia absorvente e recompensadora, e não apenas no RH.

Ebook Gratuito!

Descubra como fazer um Roteiro de Entrevista com as 20 Perguntas Indispensáveis para você aplicar!

Insira seu MELHOR E-MAIL abaixo e receba o ebook agora mesmo, de forma gratuita.